20190510 140203

Tiveram lugar hoje na Cité Scolaire Internationale de Lyon as comemorações do Centenário do nascimento da Sophia de Mello Breyner, com uma sessão que incluiu a apresentação da poetisa, da sua obra e principais traços e elementos que integram a sua criação literária. O Diretor da Secção Portuguesa, Professor Luís Viveiros, e a Professora Ângela Batista, juntamente com os alunos da Secção Portuguesa estiveram ativamente empenhados no evento.

20190510 100401

O Cônsul-Geral de Portugal em Lyon, Luís Brito Câmara, fez uma apresentação da biografia da escritora, tendo salientado a sua paixão por Portugal, pela História de Portugal, pelo Messianismo e Sebastianismo, a sua profunda crença na Liberdade e a sua luta pela Justiça e Humanismo cristão.

Foi sublinhado que os temas principais da sua obra são essencialmente ligados a Portugal, como o mar, a natureza, a memória e a História, a Liberdade, o povo português, a eperança num futuro humanista, otimista e aberto ao mundo, valorizando o amor, a amizade, a tolerância e a família. A sua influência por parte de Fernando Pessoa é igualmente evidente. 

Convidou todos a visitarem o Museu Botânico do Porto, que fica na antiga Casa Andersen no Porto, lugar onde Sophia de Mello Beyner passou a sua infância e que inspirou a sua obra (o Rapaz de bronze, por exemplo), e que foi brilhantemente restaurada pelo arquiteto Nuno Valentim que visitou Lyon há uns meses atrás. 

Destacou a importância da sua obra poética, com contos infantis e traduções de autores clássicos, que elevam Sophia de Mello Breyner ao nível dos grandes vultos literários da Humanidade, e que lhe valeram numerosos prémios literários, designadamente o Prémio Camões em 1999, considerado o mais importante ligado ao mundo da Língua Portuguesa. Recordou o evento Les Passeurs d´Europe que teve lugar em março último e  em que foi apresentado o poema "O mar dos meus olhos" em diversas línguas estrangeiras (tradução feita pelo próprio Cônsul-Geral). Finalmente aconselhou a todos que lessem a nova biografia de Sophia de Mello Breyner de Isabel Nery, publicada em Portugal a 7 de maio último.  

A leitora do Instituto Camões, Cristina Gertrudes, fez igualmente uma interessante apresentação sobre as comemorações do Centenário da poetisa, que se iniciaram logo em Janeiro 2019 e que que terão lugar em Portugal e no estrangeiro até ao final do ano, tendo destacado as diversas iniciativas da Fundação Calouste Gulbenkian.  

 

  • Partilhe